terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

História do Clube



A Sociedade Desportiva Serra Futebol Clube é um Clube brasileiro de futebol do Estado do Espírito Santo. Sua sede fica situado na rua Rômulo Leão Castelo em Serra-Sede, Serra/ES.


O Serra F.C. foi fundado no dia 24 de Junho de 1930, dia de São João, com a união de times locais como o time "12 de Outubro". Um dos fundadores foi Arnaldo Ferreira Castelo.


O Clube foi por diversos anos apenas um clube amador da cidade, ganhando títulos citadinos, como os Supercampeonatos Serranos de 1985, 1987,1989 e 1996.


 Desportiva x Serra (ainda amador) Copa Metropolitana 1990           

O Clube só se profissionalizou no ano de 1997, ano em que disputou pela primeira vez uma competição oficial: A Segunda Divisão do futebol capixaba, consagrando-se campeão da competição logo no seu primeiro ano como profissional.



Time Campeão da Segundinha 1997


No ano de 1998 o Serra disputou pela primeira vez o Capixabão, fazendo uma campanha regular, terminando o campeonato na 6°colocação.


Em 1999 o Serra viveria o melhor momento da sua história, o Clube liderado pelo atacante Betinho conquistava o inédito Campeonato Capixaba, título que deu início à ascensão do clube no cenário capixaba, que culminaria com a bela campanha na Série C do Brasileiro daquele mesmo ano - quando o tricolor serrano conseguiu o acesso para a Série B e venceu o Fluminense no Maracanã por 2 x 1.

Serra 2x2 São Mateus / Capixabão 1999


O Capixabão de 1999 começou com um favorito: O São Mateus, que havia sido vice-campeão em 94, 97 e 98, veio com tudo e levou o primeiro turno com folgas. Na época, a equipe ficou conhecida como "O Pit-Bull do Norte", já que estava abocanhando todos os adversários. O Serra terminou na segunda colocação, seis pontos atrás dos mateenses.



Desportiva 0x1 Serra / Capixabão 1999


O time cobra-coral tinha como principal estrela o experiente meia Geovani, já em final de carreira, mas com a categoria de sempre. Na frente, o matador Betinho. Na cabeça-de-área, Juninho era a referência. E, na zaga, Silvério era o cão de guarda. Havia também as promessas que começavam a despontar, como Aílson e Joelson.


No segundo turno, o Serra terminou em quarto lugar e garantiu vaga no quadrangular final (junto com São Mateus, Linhares e Rio Branco) pelo índice técnico.

Na penúltima rodada do returno, no empate em 2 x 2 com o São Mateus, ocorreu um grande tumulto no Robertão, envolvendo o Batalhão de Choque da PM, jogadores serranos e a torcida tricolor. 


Por causa disso, o estádio foi interditado e o clube teve que mandar seus jogos, justamente no momento decisivo, no Estádio Engenheiro Araripe.





Festa do título de 99
                         
As dificuldades não abalaram o grupo, que parece ter feito um "pacto" com a população da Serra Sede, pela conquista do título. E com a comunidade ao lado, o Serra se agigantou como o Mestre Álvaro e não deu chances aos adversários.


No primeiro jogo do quadrangular, empate em São Mateus: 0 x 0. No segundo, no Araripe, vitória em cima do Rio Branco, por 2 x 0. Em seguida, também em Jardim América, triunfo sobre o Linhares, por 1 x 0. Após empate em 2 x 2 com o Linhares, na Terra do Cacau, bastaria ao Serra uma vitória para ser campeão.


Na noite de quinta-feira, dia 15/07/1999, a galera da Serra-Sede invadiu por completo o Engenheiro Araripe e fez uma festa inesquecível para a partida diante do São Mateus, a penúltima do da fase final.


Como um predestinado, o Serra atacou o jogo todo, até conseguir o gol solitário que lhe valeu o, até então, inédito título. Betinho, no segundo tempo foi o autor do tento decisivo e deu início à festa cobra-coral que durou por todo aquele inesquecível ano de 1999 e que encheu de orgulho os serranos.


Equipe
PG
J
V
E
D
GP
GC
SG
1°Serra         
11
6
3
2
1
6
4
2
2°São Mateus
8
6
2
2
2
4
3
1
3°Rio Branco
7
6
2
1
3
4
5
-1
4°Linhares
7
6
2
1
3
4
6
-2



Além da alegria de conquistar o Capixabão pela primeira vez, em 1999 a torcida serrana teve mais motivos para comemorar: O clube ficou na terceira colocação do Campeonato Brasileiro da série C. O time cobra-coral fez bonito na terceirona, marcou 32 gols em 22 jogos, dos quais venceu 12. Uma das vítimas? O Fluminense, no maior estádio do mundo – o Maracanã.
O Serra na verdade foi Vice-campeão naquele Brasileiro ficando atrás somente do Fluminense, o Clube porém foi penalizado com a perda de 3 pontos por escalar um jogador de forma irregular na partida em que venceu o Náutico por 1 x 0 no Engenheiro Araripe no dia 20/12, os pontos foram dados ao time pernambucano, ficando o Serra assim com a 3° colocação no quadrangular final.

Abaixo a tabela de classificação final da Série C 1999:

CLASSIFICAÇÃO FINAL
PARTICIPANTES
PG
J
V
E
D
GP
GC
SG
   Fluminense (RJ)
48
22
15
3
4
38
20
18
   São Raimundo (AM)
41
21
13
2
6
39
22
17
   Náutico (PE)
42
21
12
3
5
44
20
24
   Serra (ES)
39
22
13
3
7
32
25
 7
   Caxias (RS)
30
16
8
6
2
30
12
18
   Figueirense (SC)
29
15
8
5
2
32
19
13
   Americano (RJ)
27
16
8
3
5
20
17
 3
   Sergipe (SE)
27
15
8
3
4
20
18
 2
   Potiguar (RN)
21
13
7
0
6
16
16
 0
  10º Villa Nova (MG)
21
13
6
3
4
17
15
 2
  11º Rio Negro (AM)
20
12
6
2
4
25
15
10
  12º Botafogo (PB)
19
12
6
1
5
19
15
 4
  13º Moto Club (MA)
19
13
6
1
6
15
13
 2
  14º Juventus (SP)
18
13
5
3
5
10
14
-4
  15º Brasil (RS)
16
12
5
1
6
17
17
 0
  16º Ypiranga (AP)
15
12
5
0
7
19
30
-11
  17º Rio Branco (PR)
15
10
4
3
3
17
17
 0
  18º Atlético (GO)
14
10
4
2
4
15
11
 4
  19º Picos (PI)
14
10
4
2
4
10
13
-3
  20º Bangu (RJ)
14
10
3
5
2
10
7
 3
  21º Fortaleza (CE)
13
10
4
1
5
16
15
 1
  22º Juventude (MT)
13
10
4
1
5
8
10
-2
  23º CSA (AL)
13
10
3
4
3
14
9
 5
  24º Anapolina (GO)
14
10
4
2
4
11
9
 2
  25º Goiânia (GO)
14
10
2
2
6
8
15
-7
  26º Itabaiana (SE)
12
10
3
3
4
14
16
-2
  27º Castanhal (PA)
12
10
3
3
4
13
18
-5
  28º Unibol (PE)
10
10
2
4
4
13
16
-3
  29º Ji-Paraná (RO)
9
10
2
3
5
12
20
-8
  30º América (SP)
9
10
2
3
5
13
25
-12
  31º Vasco (AC)
6
10
1
3
6
11
18
-7
  32º Tocantinópolis(TO)
5
10
1
2
7
8
22
-14
  33º Volta Redonda (RJ)
4
10
1
1
8
9
22
-13
  34º Fluminense (BA)
4
10
1
1
8
8
25
-17
  35º Operário (MS)
4
10
0
4
6
10
22
-12
  36º Dom Pedro II (DF)
2
10
0
2
8
6
21
-15
  
.
.
.
.
.
.
.










































A Série C de 1999 foi composta por 36 clubes: os seis rebaixados da Série B em 1998, o terceiro, o quarto e o quinto colocado da Série C em 1998 e mais uma equipe das 27 federações estaduais.


A competição começou no dia 28 de agosto e terminou em 23 de dezembro. As 36 equipes foram divididas em seis grupos de seis times cada - 16 times estariam classificados para a segunda fase, os dois primeiros de cada grupo mais os quatro melhores terceiros colocados.


Os 16 times fariam na segunda fase um sistema eliminatório simples. Cada dois clubes se enfrentariam em três jogos entre si, levando vantagem aquele melhor classificado na primeira fase e no final do campeonato classificariam-se oito equipes. As oito equipes restantes disputariam jogos eliminatórios simples, classificando quatro equipes para um quadrangular final. No quadrangular final, estaria definido o campeão.


O time capixaba, comandado por Cosme Eduardo, estreou na competição vencendo por goleada. Classificou-se em primeiro no grupo, com 7 vitórias em 10 jogos, na frente do Fluminense. 


Na segunda e terceira fase, disputadas em uma melhor de três jogos, o Serra (já apontado como possível azarão), passou pelo Vila Nova (derrota por 3 x 1 no primeiro jogo, e vitórias por 1 x 0 e 3 x 1 no Engenheiro Araripe) e Caxias (nova derrota por 3 a 1, vitória de 3 x 1, e um empate em 0 x 0), classificando-se para o quadrangular final, junto com Náutico, Fluminense e São Raimundo.


Na fase final do campeonato, o Serra enfrentou o São Raimundo (vitória de 4 x 3 no Engenheiro Araripe e derrota por 2 a 0 em Manaus), Náutico (derrota por 4 x 1 nos Aflitos e vitória por 1 x 0 em Cariacica) e Fluminense.


 No primeiro jogo contra o tricolor carioca, vitória do time serrano no Maracanã, diante de quase 15 mil torcedores. Os gols marcados por Joelson e Agnaldo, deram ao Serra a primeira (e única até hoje) vitória de um time capixaba no maior estádio do mundo.


Na segunda partida contra o time do Rio de Janeiro, empate em 2 x 2 no Engenheiro Araripe. Naquele ano, o atacante Betinho foi o vice-artilheiro da competição marcando 12 gols.

Único clube capixaba que já venceu uma partida no Maracanã

No ano 2000 o Serra ficou com o vice campeonato do Capixabão, perdendo a final para a Desportiva.


Em 2000 o clube disputou pela primeira vez a Copa do Brasil, perdendo para o Santos por 3 x 0 no Engenheiro Araripe eliminando assim o segundo jogo na Vila Belmiro.


No ano 2000 o clube também disputou a conturbada e confusa Copa João Havelange (correspondente ao Campeonato Brasileiro), o Serra participou da série B, onde acabou ficando na 17 º posição entre os 36 clubes e aplicou a maior goleada do torneio: 6 x 0 na Desportiva no Engenheiro Araripe.


Serra 0x3 Santos / Copa do Brasil 2000

Classificação Final do grupo B Copa João Havelange Série B 2000

CLASSIFICAÇÃO
PG
J
V
E
D
GP
GC
SG
  Fortaleza (CE)
35
17
10
5
2
38
25
13
  São Raimundo (AM)
30
17
9
3
5
32
24
 8
  Sampaio Corrêa (MA)
30
17
9
3
5
23
24
-1
  Náutico (PE)
28
17
8
4
5
22
16
 6
  Paysandu (PA)
28
17
8
4
5
22
17
 5
  Anapolina (GO)
28
17
7
7
3
24
14
10
  Remo (PA)
26
17
7
5
5
23
21
 2
  CRB (AL)
26
17
6
8
3
25
19
 6
 9º Serra (ES)
25
17
7
4
6
26
22
 4
 10º ABC (RN)
23
17
6
5
6
26
24
 2
 11º Ríver (PI)
22
17
6
4
7
23
23
 0
 12º América (RN)
21
17
5
6
6
24
23
 1
 13º Ceará (CE)
21
17
5
6
6
20
19
 1
 14º CSA (AL)
20
17
6
2
9
22
29
-7
 15º Nacional (AM)
19
17
5
4
8
34
37
-3
 16º Desportiva (ES)
16
17
5
1
11
19
42
-23
 17º Vila Nova (GO)
11
17
2
5
10
20
25
-5
 18º Bandeirante (DF)
9
17
1
6
10
16
35
-19

Em 2001, o Serra disputou a Copa Centro-Oeste ficando na quarta colocação do torneio. O tricolor foi eliminado nas semi-finais pelo Vila Nova-GO nos penaltis no Estádio Serra Dourada, depois de perder por 2 x 1 no tempo regulamentar, ( o Serra havia vencido o primeiro jogo no Engenheiro Araripe pelo mesmo placar).


Pelo Campeonato Brasileiro da Série B em 2001, o Serra não fez uma boa campanha, terminando o campeonato na lanterna e consequentemente sendo rebaixado a Série C do Brasileiro.


Desportiva 1x1 Serra / Brasileiro Série B 2001

No Capixabão de 2001 e 2002 em ambos o Serra terminou na quarta colocação.


Em 2003 volta a conquistar o Capixabão Ao derrotar, de virada,o Estrela por 2 x 1 na noite de 23/07/2003 no alçapão do Robertão, o Serra fez a festa, conquistando seu segundo título da divisão especial desde que se tornou profissional, em 1997. Preto e Evaldo fizeram os gols do Tricolor serrano, descontando Joílson para os cachoeirenses. No final do jogo, a torcida invadiu o gramado para comemorar e dar a volta olímpica com os jogadores.

Festa dos jogadores e torcida pela conquista do Capixabão de 2003                                 


CAPIXABÃO 2003 - TURNO


22/03 ..................Alegrense 0 x 2 Serra
09/04 ..................Serra 0 x 0 Estrela
30/03 ..................Serra 1 x 1 São Mateus
06/04 ..................Tupy 0 x 1 Serra
14/04 ..................Serra 2 x 1 Cachoeiro
19/04 ..................CTE 3 x 1 Serra
25/04 ..................Serra 0 x 1 Veneciano
01/05 ..................Rio Branco 2 x 1 Serra
04/05 ..................Vitória 1 x 0 Serra


RETURNO


09/05 ..................Serra 2 x 0 Alegrense
18/05 ..................Estrela 3 x 2 Serra
24/05 ..................São Mateus 1 x 3 Serra
28/05 ..................Serra 5 x 1 Tupy
02/06 ..................Cachoeiro 2 x 2 Serra
06/06 ..................Serra 2 x 1 CTE
16/06 ..................Veneciano 1 x 4 Serra
19/06 ..................Serra 3 x 1 Rio Branco
22/06 ..................Serra 3 x 2 Vitória


QUADRANGULAR FINAL


05/07 ..................Estrela 2 x 2 Serra
08/07 ..................Serra 0 x 0 CTE
12/07 ..................Serra 1 x 0 Alegrense
19/07 ..................Alegrense 0 x 2 Serra
23/07 ..................Serra 2 x 1 Estrela
26/07 ..................CTE 0 x 0 Serra




Vitórias: ..........................................13
Empates: ..........................................5
Derrotas: ..........................................5
Gols marcados:...............................39
Gols sofridos: ..................................24
Artilheiro:.....................Amaral (9 gols)


Em 2003 o Serra Também conquistou o Campeonato Capixaba de juniores.


Em 2004 o Serra conquista o seu terceiro titulo estadual, o segundo consecutivo depois de uma goleada de 4 x 0 sobre o CTE no dia 11/07/2004,conquistando por antecipação o título de bi-campeão invicto do Capixabão. Ao vencer o turno e returno, o time serrano colocou um ponto final no campeonato, descartando a realização do quadrangular.

Festa pela conquista do Capixabão de 2004

Turno Returno


Serra 1 x 1 Vitória - Serra 1 x 0 Vitória
Serra 3 x 2 Estrela - Serra 2 x 2 Estrela
Serra 2 x 2 Rio Branco - Serra 1 x 1 Rio Branco
Serra 2 x 0 Tupy - Serra 4 x 2 Tupy
Serra 1 x 0 Desportiva - Serra 2 x 1 Desportiva
Serra 1 x 0 São Mateus - Serra 2 x 0 São Mateus
Serra 4 x 2 Vilavelhense - Serra 4 x 1 Vilavelhense
Serra 1 x 1 CTE - Serra 4 x 0 CTE



Pela Copa do Brasil de 2004 o Serra enfrentou o América-MG e perdeu de 4 x 1 no Estádio do Bambu em Aracruz, sendo eliminado logo na estréia. No Brasileiro da Série C daquele ano o Serra ficou na 19° colocação, em um campeonato que teve a participação de 60 clubes.


Em 2005 o Serra entraria para a História do futebol Capixaba ao igualar o feito de Rio Branco, Desportiva e Santo Antônio ao conquistar o seu terceiro título estadual consecutivo, o quarto de sua história.


O tricolor disputou a final do estadual daquele ano contra o Estrela,no primeiro jogo,em Cachoeiro, deu Estrela por 3 x 2. No jogo de volta no dia 25/06/2005 no Robertão lotado, o Serra perdia por 2 x 1 até os 33 minutos do segundo tempo quando Índio empatou para o time serrano, dois minutos depois Alex Passos virava para o tricolor, e aos 45 minutos com gol do artilheiro Betinho, o Serra fecheva o caixão estrelense, 4 x 2, conquistando assim o quarto capixabão da sua história o terceiro consecutivo, pra alegria do povo serrano.

Time que conquistou o Tri-Campeonato Capixaba em 2005   


Na Copa do Brasil de 2005 o Tricolor serrano enfrentou o Brasiliense, empatando o primeiro jogo em 2 x 2 no Robertão e perdeu o segundo jogo por 4 x 2 em Brasília, sendo assim eliminado da competição.


Já na Série C de 2005 o Serra ficou na 22° posição, 63 clubes participaram.


No Capixabão de 2006 o Serra só ficou na 6° colocação da competição e pela Copa do Brasil foi eliminado logo no primeiro jogo pelo Ipatinga-MG, perdendo de 3x1 para o time mineiro no Robertão.


Em 2007 o tricolor também não fez uma boa campanha pelo Capixabão e terminou a sua participação na 7° colocação.


Em 2008 o Serra voltaria a conquistar o Capixabão, o quinto da sua história, numa final disputada contra o Rio Bananal. Por ter melhor campanha na primeira fase, o tricolor jogava por dois resultados iguais e iria jogar a partida decisiva em casa.


Porém no primeiro jogo no Estádio Conilon em Jaguaré, o Serra perdeu por 2 x 1 para o time do Norte que só dependeria de um empate no segundo jogo para ser campeão. Mas no na partida decisiva prevaleceu a camisa do todo poderoso tricolor, que mesmo não podendo atuar no Robertão que se encontrava interditado, venceu por 2 x 0 no Engenheiro Araripe, gols de Índio e Richard, e o tricolor conquistava assim o seu 5°estadual.




Time campeão Capixaba de 2008

O Serra disputou a Série C do Brasileiro de 2008 ficando na 49°colocação, 63 clubes participaram.


Em 2009 o Serra Enfrentou o CSA de Alagoas pela Copa do Brasil, e perdeu os dois jogos: 3 x 2 no Estádio da Estiva e 3 x 1 em Maceió, sendo eliminado pelo time alagoano.


Pelo Capixabão de 2009 o Serra encerrou a sua participação na 8°colocação e em 2010 o clube ficou na 5º posição do estadual.



6 comentários:

  1. Blog maneiro cara, valeu

    ResponderExcluir
  2. Olá, vc tem algum contato do time (tel, cel, email...), pq meu TCC será sobre esporte?
    Se vc puder me ajudar...desde já agradeço.
    Jacqueline!!!

    ResponderExcluir
  3. melhor time do estado tcc 1° arrastao

    ResponderExcluir
  4. fico feliz de ter entrado na historia desse clube que me recebeu tao bem ...e parabens por vcs manterem essa memoria viva ,abraços
    nivaldo goleiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Nivaldo, vcs construíram a história do Serra, e nosso objetivo é não deixar morrer a paixão do torcedor serrano..

      Excluir
  5. Que belo trabalho contando toda história do meu querido tricolor.

    ResponderExcluir